26 de março de 2012

Poesia numa monótona Segunda

Hey!

Posso dizer com toda certeza do mundo,que para mim,essa semana começou com uma segunda muito preguiçosa,acordei mais tarde do que desejaria,pelo simples fato que eu estava muito cansada,acordar cedo ontem para a prova foibem difícil,ainda mais somado ao pequeno nervosismo pré-prova,mas já me sinto renovada e o resto da semana vai ser bem mais animado,e o poema que eu escolhi para hoje é do Mário Quintana,e apesar dos muitos poemas melancólicos,eu gosto bastante dele também,e o de hoje me identifiquei muito com ele,me vi escrita ali em cada verso,isso é bem curioso,mas bem legal também.


A rua dos cataventos - I

Escrevo diante da janela aberta.
Minha caneta é da cor das venezianas:
Verde!...E que leves,lindas filigranas
Desenha o sol na página deserta!

Não sei que paisagista doidivanas
Mistura os tons...acerta...desacerta...
Sempre em busca de nova descoberta,
Vai colorindo as horas quotidianas...

Jogos da luz dançando na folhagem!
Do que eu ia escrever até me esqueço...
Pra que pensar?Também sou da paisagem...

Vago,solúvel no ar,fico sonhando...
E me transmuto...iriso-me...estremeço...
Nos leves dedos que me vão pintando!

Mário Quintana

Love,kisses & rockets
da Mandy

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são sempre bem vindos e ajudam no feedback do blog ♥
Comentário com conteúdo de baixo calão ou preconceituoso, serão excluídos.