19 de setembro de 2013

Coraline

Hey!

Já faz um tempo que eu não faço resenha aqui no blog, e eu estou cheia de livros e filmes para resenhar, mas estou pensando em algumas coisas pra incrementar o blog então vai demorar mais alguns dias para eu poder compartilhar por aqui, mas enquanto isso vou falar de uma animação que eu adoro demais e não me canso nunca de assistir: Coraline.


Esta incrível animação dirigida por Henry Selick (diretor de O estranho mundo de Jack) e baseada no livro de Neil Gaiman, conta a história de Coraline, uma garotinha aventureira que acaba de se mudar para uma casa nova e está em busca de coisas legais para fazer, já que seus pais estão sempre ocupados trabalhando em um catálogo de plantas, mesmo sua mãe não gostando de terra, em sua primeira andança pela casa nova ela sai em busca de um antigo poço no jardim e acaba conhecendo Wybie e seu gato estranho e anti-social, um garoto peculiar cuja avó é dona do conjunto de apartamentos que Coraline agora mora, eles acabam desenvolvendo uma amizade, mesmo Wybie não levando muito em consideração o que Coraline conta, ela também conhece os vizinhos, o Sr. Bobinsky ou Sr. B, um malabarista que agora treina ratos saltadores para um circo de ratos, e também duas senhoras que foram atrizes, Srta. Spink e Srta. Forcible, que tem um estranho gosto por cachorros e por empalha-los e vesti-los de anjos depois de mortos; em um dia de chuva Wybie deixa na porta da garota uma pequena boneca de pano, que se parece muito com Coraline, e ela passa a explorar a casa e encontra uma pequena porta, graças a sua mini Coraline, quando pede para que sua mãe abra a porta Coraline se decepciona ao encontrar a entrada fechada por tijolos. Mas quando Coraline vai para cama dormir ela é acordada no meio da noite e levada pela pequena porta a um outro mundo, onde tudo é mais divertido e colorido e sua Outra Mãe e seu Outro Pai a enchem de presentes, atenção e tudo mais que a menina carece, Coraline se vê encantada por esse novo mundo e passa o dia desejando logo a hora de poder se transportar para o mundo onde tudo é melhor; o circo de ratos saltadores do Sr. B é divertido e as senhoritas Spink e Forcible são perfeitas atrizes e bailarinas num show em um teatro; lá ela também encontra o outro Wybie, mas menos falante e irritante que o verdadeiro Wybie, mas um dia, sozinha em casa Coraline acaba indo até o outro mundo durante o dia, e as coisas começam a ficar estranhas, ela encontra o gato de Wybie, mas ele, diferente dos outros no lugar não tem os olhos de botão, ele escapa para o mundo sempre que pode, afim de irritar a Outra Mãe, que detesta gatos, ele conta para Coraline que nada ali é o que parece e que ela não deve se enganar, Coraline discorda do gato, dizendo que o mundo ali é maravilhoso e que a Outra Mãe é incrível, mas sua concepção daquele mundo começa a mudar quando sua Outra Mãe lhe propõe pregar os botões no lugar dos olhos, Coraline entra em desespero e tenta sair dali, quando finalmente escapa das garras da Outra Mãe ela descobre que seus pais sumiram e tem que voltar para o outro mundo e tentar resgata-los, lá ela tem outra conversa com o gato que lhe diz para propor um jogo para a Outra Mãe, em troca dos pais de volta e das crianças que a Outra Mãe raptou ficarem livres, agora Coraline tem que colocar todos os seus conhecimentos e astúcia para conseguir passar pelas situações que a Outra Mãe preparou para o jogo.



Com uma direção impecável e muitas aventuras, Coraline vai conquistar o coração de todos que adoram animação, ele é feito todo em stop-motion mas os personagens e cenários são feitos com muito cuidado e capricho, cada detalhe é importante para a história, assim como cores, que no mundo verdadeiro são sempre apagadas e tristes, e no outro mundo são alegres e chamativas, os personagens também são bem engraçados e bem montados, além de Coraline ser uma garota curiosa e corajosa, temos o pai que é o exemplo perfeito de pai que mergulha no trabalho e acaba negligênciando a filha, enquanto a mãe tenta levar a casa, e a filha com rigidez, mas esquece um pouco da alegria, embora demonstre afeto pela filha, o amigo Wybie também é bem engraçado e corajoso, e tem uma amizade sincera com a menina, já o Sr. B é o típico senhor que gosta de lembrar dos velhos tempos e de tentar recuperá-los, e as duas atrizes são simpáticas e um pouco loucas, mas ajudam bastante a menina em momentos difíceis. O filme todo é uma mistura de drama, comédia e muita aventura, e muito interessante o roteiro sobre essa coisa das crianças que sentem a falta de carinho dos pais, mesmo tendo eles presentes em casa. Ele também trás uma trilha sonora muito fofa e que combina perfeitamente com cada pequena cena do filme todo, vale a pena assistir com a família, filhos, sobrinhos, namorado... Enfim, com todo mundo e voltar a ser um pouquinho criança e acreditar em bicho papão.







Veja aqui o trailer e fique com um gostinho de "quero mais".


Love,kisses & rockets
da Mandy

Fonte: We ♥ It e Youtube.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são sempre bem vindos e ajudam no feedback do blog ♥
Comentário com conteúdo de baixo calão ou preconceituoso, serão excluídos.