30 de abril de 2015

Blogagem coletiva - Carta para meu eu do futuro

Hey!

Eu finalmente voltei com os posts do Rotaroots, eu expliquei um pouco sobre meu sumiço nesse post aqui! Os temas são bem legais e confesso que foi um pouco "estranho" fazer as postagens, mas acho que consegui me sair bem. Mas agora vamos ao post propriamente dizendo.
Oi Amanda,
Puxa é estranho estar escrevendo isso,você tem agora 31 anos, muito tempo se passou desde essa carta, olha quando coisa que você fez e o quanto sua vida mudou, enquanto escrevo isso penso sobre o seu futuro, se vai ter filhos e quantos, onde vai estar morando e se vai estar fazendo o que gosta; são tantas coisas que passam pela cabeça não é mesmo? Você conseguiu tudo que desejou? Ou ainda está atingindo suas metas e sonhos?
Espero que esteja satisfeita, e que tenha deixado de ligar para o que os outros pensam e falam, você sabe do que estou falando, lembra daquelas crises existenciais e choros? Espero que você tenha aprendido a lidar com elas.
Eu sei o que você está pensando "Não é fácil!", mas você deve ter aprendido que o tempo cura tudo né?! Só queria te lembrar de como você era feliz quando tinha a minha idade (ou sua, já estou confusa com isso), e espero que essa felicidade não tenha acabado, eu sei que você não mora numa bolha e como todo mundo tem sentimentos e se magoa, mas sei também como você pode ser gentil e alegre (quando quer e quando merecem, eu sei...). Eu sei pelo momento de grande mudança que você está passando, e quando você olhar para trás e se lembrar disso acredito que não vai se arrepender.
Como as coisas mudam não é mesmo? Aposto que se tivesse escrito essa carta há uns 5 anos atrás tudo pelo que você está passando hoje não seria remotamente possível, acho que entendo porque você detesta fazer planos (isso não mudou não é?), a decepção é muito maior quando se planeja algo e não da certo;mas sei também que você tem alguns planos que acaba guardando só pra você até hoje, coisas que tem medo de mencionar pelo simples fato de que se fizer isso elas podem nunca mais existir, é bom que essa parte sua não mude, afinal esse é o porto seguro que você carrega desde sempre não é?
Como final desta carta quero que pense sobre tudo na sua vida, reflita o quanto você mudou e o quanto você permaneceu a mesma, e acho que isso não é ruim quando equilibrado, só quero te lembrar de curtir mais as pequenas coisas da vida, eu sei que quando mais envelhecemos mais "perdemos" isso dentro de nós, e que as vezes não dá pra abraçar o mundo e que temos que deixar as coisas rolarem!! Espero que essa carta tenha te ajudado de alguma forma. Agora sai desse computador e vai curtir a vida!!
(30/04/2015)
xX Amanda
Love,kisses & rockets

Instagram | Facebook | Twitter | Bloglovin'
Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook e inscreva-se no Rotation.

2 comentários:

  1. Olha conheci seu blog por umas das postagens do Rotarrots e estou amando.
    Tive dificuldade para escrever essa carta, simplesmente porque não é tão fácil pensarmos em um futuro distante né?
    Parabéns pela e pelo blog também.
    Beijos
    tecontopoesia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fale Camila, eu não fiquei totalmente feliz com essa carta, mas foi um aprendizado!!!
      Obrigada*---*
      Beijos

      Excluir

Comentários são sempre bem vindos e ajudam no feedback do blog ♥
Comentário com conteúdo de baixo calão ou preconceituoso, serão excluídos.