6 de maio de 2015

Blogagem coletiva - O que eu nunca disse para minha mãe!

Hey!

Eu só posso imaginar o que você sentiu quando me viu pela primeira vez, aposto que foi um misto de emoções muito fortes, emoções que você mal pode definir; e isso só vou saber quando chegar a minha vez de desempenhar esse papel tão incrível e desafiador na vida de uma mulher.

Quando digo em tom de "brincadeira" que mãe é algo sagrado não estou apenas agindo como uma filha que prefere não saber como foi concebida, digo pois é algo que não pode ser definido, ser mãe é algo único, assim como os sentimentos na relação de mãe e filha, todos os "eu te amo" nunca vão ser suficientes para mostrar meu amor, todas as vezes que eu disser "obrigada" também não.

Lágrimas, sorrisos, conquistas e derrotas, eu sei que você sempre esteve e sempre vai estar lá para ver; sabe quando eu não digo que eu te amo? é porque eu estou sentindo esse amor, com cada conselho, cada carinho e abraço, e até nas nossas pequenas brigas e falta de paciência.

Gosto do fato de você me conhecer sempre tão bem, basta um olhar ou uma palavra para saber exatamente como me sinto, e isso assusta e conforta ao mesmo tempo, é inegável, nossa ligação vai além da vida, além do corpo e da alma, além do mundo e do universo todo.

Mãe, você é o simbolo da vida, é a razão de tudo, nada nunca vai ser suficiente para expressar meu amor e gratidão, mas posso passar o resto dos dias ao seu lado te mostrando isso, afinal você faz isso a cada dia da minha vida desde o meu nascimento.

Amo você 


Love,kisses & rockets
Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook.
Créditos das imagens
Fotografia e edição por Amanda Prado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são sempre bem vindos e ajudam no feedback do blog ♥
Comentário com conteúdo de baixo calão ou preconceituoso, serão excluídos.