30 de novembro de 2015

Leituras de novembro.

Hey!

Chegamos ao terceiro mês desse "projetinho" que estou fazendo aqui no blog, esse mês resolvi testar uma coisa diferente em minhas leituras, como uso a TBR Jar, em vez de sortear um livro cada vez que eu terminava uma leitura, eu fiz o sorteio de três livros e separei um que eu recebi da Editora Novo Conceito como presente pela resenha de degustação, então eu montei uma lista de meta de leituras para o mês, e parece que funcionou muito bem.


Comecei o mês lendo um dos melhores livros da minha vida toda , A Casa do Céu, eu comprei ele há um tempo numa promoção na Submarino, mas só agora eu tirei ele da minha TBR Jar, talvez foi melhor assim, não tenho certeza se teria maturidade para ler ele há um tempo atrás, ou se aproveitaria tanto assim.

O relato dramático e libertador de uma mulher cuja curiosidade a levou até os lugares mais bonitos e remotos do mundo, seus países mais instáveis e perigosos, e também a passar quinze meses em um angustiante cativeiro — uma história de coragem, resiliência e beleza.
O que achei: Incrível. Apesar de ser uma leitura muito densa e uma história muito marcante, foi um dos melhores livros que li esse ano, emocionante e angustiante, a história de Amanda Lindhout é completamente inspiradora, mostra uma mulher forte que teve a coragem de lutar e enfrentar as situações mais atrozes que o ser humano pode suportar e que outros seres humanos podem infligir à própria espécie.
Resenha aqui.

Depois eu li o incrível e infelizmente último livro () da Trilogia Grisha, Ruína e Ascensão, só tenho amor por essa trilogia, pelos personagens e ainda estou me recuperando pelo término dela.

A capital caiu.
O Darkling comanda Ravka em seu trono das sombras. Agora o destino da nação depende de uma Conjuradora do Sol arruinada, de um rastreador desonrado e dos cacos do que antes fora um grande exército mágico.
No fundo de uma antiga rede de túneis e cavernas, uma fraca Alina deve se submeter à duvidosa proteção do Apparat e daqueles que a veneram como uma Santa. Porém, sua mente está na busca pelo misterioso pássaro de fogo e na esperança de que um príncipe foragido ainda esteja vivo.
Alina deverá formar novas alianças e deixar de lado velhas rivalidades, enquanto ela e Maly buscam pelo último dos amplificadores de Morozova. Mas assim que começa a elucidar os segredos do Darkling, ela descobre um passado que mudará para sempre seu entendimento sobre a ligação que os une e o poder que ela carrega. O pássaro de fogo é a única coisa que está entre Ravka e a destruição — e reivindicá-lo pode custar a Alina o futuro pelo qual ela tem lutado.

O que achei: Surpreendente, realmente eu não esperava algumas coisas que aconteceram no livro!!! Muitas explicações foram dadas e várias coisas realmente foram reviravoltas,e outras nem tanto, mas acho que a autora fechou bem essa trilogia, eu bem queria muitos outros livros com esses personagens que me apeguei demais, todo meu amor por Nikolai e Darkling , pela Alina e Maly também, mas o Nikolai é muito cativante com o jeito todo sacana dele, e o Darkling foi no final, apenas uma pessoa com sonhos e ideias que acabaram se perdendo no meio do caminho. Amei o livro, o fim e leria de novo para passar mais tempo nesse mundo incrível que a autora criou.

E eu retomei minha leitura pela saga Assassin's Creed, e li Renegado, e cada vez mais chego a conclusão que meu problema é apenas com o personagem Altair.

Na Londres do século XVIII, Haytham Kenway é ensinado a lutar assim que se torna capaz de empunhar uma espada. Quando a propriedade da família é atacada — o pai assassinado e a irmã raptada —, Haytham defende seu lar da única maneira que pode: com sangue. Sem família, o menino é treinado por um misterioso tutor que o transforma num assassino mortal. Consumido pela sede de vingança, Haytham começa sua jornada em busca de retaliação.
O que achei: Eu adorei a leitura desse livro, como alguns outros da saga, e apesar de grande parte do livro ser pelo ponto de vista do Haytham, você meio que entende as ações dele, que a vida e as situações levaram eles por alguns caminhos e talvez se as circunstancias fossem outras, tudo seria diferente, até mesmo para Connor, o fim foi muito forte e ao mesmo tempo muito bom, mas confesso que teria amado muito mais o livro se ele tivesse mais umas 200 páginas de outras explicações que ficaram de fora, agora eu vou jogar o jogo e ver se essa minha necessidade vai ser suprida, e ficar mais um tempo nessa história que me prendeu demais. 

E para fechar o mês comecei a ler um livro mais fofo e tranquilo, eu ganhei ele de cortesia da editora Novo Conceito pela resenha de degustação dos primeiro capítulos. 

Por quase 30 anos, quando a brisa de Londres torna-se mais quente, Daniel caminha pelas margens do Tâmisa e senta-se em um banco. Entre as mãos, tem uma folha de papel e um envelope em que escreve apenas um nome, sempre o mesmo. Ele lista também algumas coisas: os desejos e o que gostaria de falar para sua filha, que ele nunca conheceu. Alice tem 30 anos e sente-se mais feliz longe de casa, sob um céu estrelado, rodeada pela imensidão do horizonte, em vez de segura entre quatro paredes. Londres está cheia de memórias de sua mãe que se fora muito cedo, deixando-a com uma família que ela não parece fazer parte. Agora, Alice está de volta porque seu pai está morrendo. Ela só pode dar-lhe um último adeus. Alice e Daniel parecem não ter nada em comum, exceto o amor pelas estrelas, cores e mirtilos. Mas, acima de tudo, o hábito de fazer listas de dez coisas que os tornam tristes ou felizes. O amor está em todas as partes desta história. Suas consequências também. Sejam boas ou más. Até que ponto uma mentira pode ser melhor do que a verdade?
 O que achei: Bom, como disse esse mês foi uma correria só e com leituras bem densas, então acabei ficando enrolada com minha lista de leituras, ainda estou no meio desse livro, mas já estou adorando a leitura, tinha gostado muito dos primeiros capítulos e até agora está sendo bem proveitosa a leitura, a escrita da autora é muito gostosa, e apesar de esperar reviravoltas na história, está sendo uma leitura tranquila depois de emoções tão fortes com a leitura dos três outros livros do mês, uma forma muito boa de fechar o mês com leituras ótimas.
Resenha de degustação

E essas foram as minhas leituras do mês, apesar da correria e das emoções deu tudo certo no fim, mais uma vez só tive leituras boas e que aproveitei muito mesmo, sobre as resenhas, vou aproveitar o mês e Dezembro e organizar tudo, fazer as que precisam ser feitas e que acabaram não dando tempo, e que venham as férias!!!  E até a próxima lista de livros para ler.







Love,kisses &rockets
Créditos das imagens
Fotografia e edição por Amanda Prado | Fontes por DaFont

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são sempre bem vindos e ajudam no feedback do blog ♥
Comentário com conteúdo de baixo calão ou preconceituoso, serão excluídos.