17 de novembro de 2015

Tracers, 2015.

Olááá! 
Se você é fã do Taylor Lautner já ouviu falar desse filme e se não é, provavelmente não sabe do que estou falando, visto que o longa não foi muito divulgado no Brasil. "Tracers" conta a história de Cam e nos apresenta ao mundo do Le parkour. Preparados?

No agitado trânsito de Nova York, o bike boy Cam (Taylor Lautner) sofre um acidente envolvendo a misteriosa Nikki (Marie Avgeropoulos). A atração entre eles é instantânea e Cam passa a fazer parte do universo da jovem, praticante de parkour. Ele aprende os movimentos do esporte e passa a fazer parte de seu grupo de praticantes, que logo revela ser criminosa. Por isso, Cam enfrenta problemas por não compactuar com a gangue.
Nenhuma sinopse que encontrei situou muito bem o filme, mas essa acho que foi a que chegou mais perto. Cam é meio azarado, vive como mensageiro e mora na garagem de uma conhecida e o pequeno Joey. Ele deve ao que, parece ser uma máfia chinesa e passamos um bom tempo tentando adivinhar porque ele pegou esse dinheiro. Cam também é "atropelado" por uma jovem que pratica parkour e após receber uma outra bicicleta de presente dela, a procura por todos os cantos. Logo ele começa a praticar o esporte e conhece o irmão da moça, Dylan, e seus amigos. Como o tempo para pagar sua dívida está curto e ele é despejado após a mãe de Joey perceber que eles poderiam estar em perigo, ele decide se juntar a gangue de Nikki, que é liderada pelo misterioso Milles, sem saber que está virando um criminoso.


Para quem não sabe, o Le Parkour é uma modalidade que significa a arte de deslocar-se de um ponto para o outro rapidamente, utilizando o próprio corpo. Cam aprende muito rápido tal arte e passa a "viver" dela. O relacionamento com Nikki vai se desenvolvendo, porém com um empecilho: a garota se vê presa a Milles, por ele já ter ajudado seu irmão em uma situação anterior. A química entre Taylor e Marie foi tão boa que eles começaram a namorar durante as filmagens. Também conhecemos a personalidade de cada um dos integrantes do grupo, não só Nikki e o irmão. Então, se você acha que o filme é só um monte de dublês correndo entre um prédio ou outro, se engana. Os personagens são bem desenvolvidos e com boas atuações.




Quando Cam percebe que Milles é perigoso e que esses "trabalhos" na verdade são crimes, decide participar de um último e ir embora, convidando Nikki. Porém, Milles que na verdade esconde um segredo, já estava de olho na relação e arma uma emboscada para o protagonista que nos leva ao clímax do filme e ao desfecho de tirar o fôlego. O lado sentimental do jovem também é revelado através do carro do pai, que ele perde para a máfia e tenta a todo custo recuperar.


O QUE EU ACHEI: Taylor se deu muito bem nesse papel, tantos nas cenas do parkour quanto nas de bicicleta podemos ver que ele fez alguma coisa e não só o dublê. As filmagens nos mostram uma outra realidade de Nova York: a do subúrbio. A fotografia do filme é boa, e a câmera nervosa durante as cenas de ação e diálogos nos remetem a um estilo subjetivo, o que me agradou. Com mistério na medida certa, fiquei o filme inteiro pensando em uma coisa e na verdade aconteceu outra. É daqueles filmes surpresas. Eu considerei uma boa. Romance, ação e suspense e um ótimo elenco.


Deixo a dica para os amantes ou não de Taylor e Parkour.

Besos!

Lançamento: 2015, 134 min.
Dirigido por:Daniel Benmayor
Com Taylor Lautner, Marie Avgeropoulos, Adam Rayner e mais.
Gênero: Ação
Nacionalidade: EUA

Créditos das imagens

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são sempre bem vindos e ajudam no feedback do blog ♥
Comentário com conteúdo de baixo calão ou preconceituoso, serão excluídos.