11 de dezembro de 2015

Interstelar (2014)

Oe oe oee!! 

A resenha de hoje é do polêmico divisor de opiniões Interstelar e nada mais certo eu trazer a minha humilde opinião sobre o filme.



Aqui nesse filme temos a Terra, ela está com boa parte dos seus recursos naturais escassos. As plantações estão sendo atacadas por pragas, poucas são as chances de sobrevivência para os humanos. Neste cenário temos a família de Cooper, atualmente ele é fazendeiro mas é formado em engenharia, as situações do planeta fizeram-no mudar de profissão. 

Na família temos então Cooper (Matthew McConaughey), Tom (Casey Affleck) e Murphy (Mackenzie Foy e Jessica Chastain) que seus filhos e Donald (John Lithgow), sogro de Cooper. Eles plantam milho para sustentar a população mundial, mas as constantes ondas de poeiras e pragas sendo espalhadas prejudicam o sustento da família.

Então por algumas situações do destino Cooper é chamando para liderar o grupo que vai sair em busca de outros planetas e aceita a missão sabendo que pode nunca mais ver os filhos. Ao lado de Brand (Anne Hathaway), Jenkins (Marlon Sanders) e Doyle (Wes Bentley), ele seguirá em busca de uma nova casa, de um novo planeta para morar. Com o passar dos anos, sua filha Murph (Mackenzie Foy e Jessica Chastain) investirá numa própria jornada para também tentar salvar a população do planeta. Também tem um outro ator famoso que não é citado na sinopse do filme ou sequer passa no trailer, que tem um papel bem interessante e intrigante.

Infelizmente isso é o máximo que posso citar do filme, falar mais que isso seria spoiler, esse filme é daqueles que precisa ser assistido e apreciado. Pelo o que andei lendo Christopher Nolan dirigiu o filme junto com seu irmão, eles se inspiraram em vários filmes para fazer Interstelar e até fácil citar as semelhanças que existem com 2001 Uma Odisséia no Espaço. Afinal Nolan é super fã de Kubrik (diretor de 2001 Uma Odisséia no Espaço) e fez nesse filme uma bela homenagem.

É óbvio que esse filme visualmente é sensacional, efeitos especiais excelentes, duvido muito que não ganhe um Oscar nessa categoria. O modo como foi feito o buraco de minhoca, a quinta dimensão, os planetas tudo foi lindamente criado. Outro ponto a destacar é a trilha sonora, Hans Zimmer conseguiu captar nos sons cada emoção, cada sentimento, cada ação do filme e deixou cada cena única.

Outro ponto é a relação pai e filha que Cooper tem com Murphy, ou melhor, Matthew McConaughey e Mackenzie Foy. Apesar de ser um filme, os atores mostram muito mais que isso, mostra que existe realmente uma ligação muito forte, entre eles. O relacionamento que eles tem faz a partida de Cooper para viajar ser muito mais dolorosa para nós que estamos sentados assistindo ao filme. Uma das cenas mais tocantes é quando ele está prestes a ir viajar e sua filha não quer que ele vá, a conversa que eles tem... é emocionante, comovente, não tinha como não se emocionar. 

Outra cena também comovente ocorre na nave onde eles estão, lá é permitido - de alguma forma -receber vídeos da família lhe dando notícias ou apenas querendo dar algum recado para os parentes distantes, em uma dessas mensagens tem o filho de Cooper, Tom. Então quando Cooper volta de uma das viagens, tem vários vídeos parados e então começa a exibir os vídeos dele contando para o pai como vai a vida e a família, é extremamente comovente ver a história da sua família sendo construída sem ele, a dor que ele sente é angustiante.



Enfim gente, desculpe o post enorme, mas eu gostei muito desse filme, de verdade. Assim que eu cheguei em casa fui correndo para o pc procurar opiniões sobre o filme, e elas são bastante divergentes. Há quem amou e há quem odiou, após acabar o filme algumas pessoas ficaram sentadas observando. Eu fiquei sem reação com o que tinha acabado de assistir, meu namorado e o irmão dele também. Sabe aquele sensação que você tem depois de ver algo que não imaginou que seria possível? Então, foi bem isso! Foi um filme espetacular, sério. Eu gostei demais e recomendo que você leitor também assista e contar depois o que achou. Claro que se você parar pensar sobre o filme as informações não vão bater e nada daquilo vai fazer sentido, mas pense que é APENAS um FILME e são quase 3h de filme que te envolve sem você nem perceber que passou todo esse tempo. 

Foi um filme audacioso, muito superior ao filme A Origem do mesmo diretor, mas igualmente confuso e com múltiplas interpretações. Fui ao cinema buscando apenas uma forma de entretenimento e fui surpreendida com um misto de belas imagens, drama, suspense, trilha sonora banaca, ação, discussão filosófica e cientifica. Claro que não é um filme nota 10, tem alguns defeitos de roteiro e tals, alguns diálogos sem sentido e explicações duplicadas sobre determinado assunto, mas ainda assim vale a pena assistir. E aquele final, o que foi esse final?! Sério, não entendi como aconteceu e se você entendeu, por favor, me conta! =D

Nota 4/5

Love, kisses & rockets
Créditos das imagens
Imagens: FILMOW e Tumblr | Edição: Rosana Carlos

Um comentário:

  1. Oii! Nossa, amei Interstellar! É bem o estilo de Inception que eu amo demaaaais. Adoro esses filmes que sempre tem um "twist" hahaha, melhor coisa! A cena que mais me marcou foi com certeza a do planeta que o tempo anda mais devagar, por assim dizer. Só fiquei imaginando como seria tenso isso, em questão de uma 1 hora tudo que você conhece na vida muda.
    Gostei muito da sua resenha. Muito bem escrita :D
    Beijoos

    ResponderExcluir

Comentários são sempre bem vindos e ajudam no feedback do blog ♥
Comentário com conteúdo de baixo calão ou preconceituoso, serão excluídos.