5 de janeiro de 2016

Expelled, confusões e expulsões.

Oi genteee! Quem está de férias levanta a mão?

Hoje a resenha de filme não é nada muito "cabeça" hahaha. Estou falando de um daqueles filmes adolescentes com direito a risadas e muita pipoca. Assisti "Expelled" por acaso no Netflix e trouxe para vocês. Vamos lá:

Felix (Cameron Dallas) é um lendário brincalhão que sempre se safa do problema. No entanto, após sua terceira suspensão na escola, o diretor fica cansado e o expulsa. Nunca derrotado, Felix recorre a seus caminhos infames e elabora um plano com seu irmão (Marcus Johns), o melhor amigo (Matt Shively), a nova amiga (Lia Marie Johnson) e a colega de classe (Andrea Russett) para esconder de seus pais
Primeiramente afirmo que não conhecia Cameron Dallas, o protagonista. Acabei descobrindo que ele é um youtuber famoso que ganhou fama no VineApp que disponibiliza apenas 6 segundos de vídeo. Dito isso, posso afirmar que o rapaz tenta e se esforça mas precisa de umas aulinhas de atuação ainda. O filme lembra vagamente "Curtindo a vida adoidado" quem lembra? onde vemos Ferris Buller tirar seu day off e fazer as mais loucas coisas para não ser descoberto. Em "Expelled" Felix pela terceira vez ganha uma suspensão e após ser expulso pelo diretor da escola ele passa a fingir que não aconteceu, totalmente inconsequente, conseguindo esconder dos pais e tenta a todo custo conseguir ainda, um boletim falso com notas boas. Bem clichê, mas o impressionante é que por mais loucos que os planos sejam dão certo.


O melhor amigo do garoto está sempre ponto para ajudá-lo, mas é lógico que em um determinado momento cansa. A nova amiga e affair, Lia, é a entregadora de pizza e grande aliada no final para confrontar o diretor. Vanessa, a colega de classe é na verdade a ex dele que desaprova o comportamento do boy e o detesta. Diz que vai ajudar com o boletim, mas... hahahahaha Quando o diretor o pega a noite na escola, chama a polícia e imaginamos que tudo acabou para o menino, já que ligam para o pai dele. Porém, é Ben, o irmão, que atende a ligação e se faz passar pelo pai, inclusive na delegacia. Pausa para as risadas. Lembram do caricato Stifler de "American Pie"? Ben não só parece com ele, como faz praticamente os mesmos trejeitos. Descobrimos que a situação dele é pior do que a de Felix, pois estava preso em uma espécie de internato pelos pais e fugiu.


O QUE EU ACHEI: Quando falei que o filme lembra "Curtindo a vida adoidado" não foi só pelos dois protagonistas despretensiosos. O recurso de dialogar com o público também acontece aqui. Felix o tempo todo comenta com a câmera sobre o que acontece. Eu gosto bastante desse recurso, até porque são desses comentários que tiramos ótimas frases. SaveFerris. O fato é que apesar das situações irreais e do clichê (já que ao final o jovem percebe que não dá para viver de brincadeira para sempre) o filme cumpre o papel de entreter e Cameron de aparecer nas telonas. Bom, naquelas tardes em que não se tem nada para fazer vai ele mesmo com direito a muita pipoca. Deixo o trailer ! E vocês, conheciam o boy? Já ouviram falar do filme?


"A vida é uma série interminável de oportunidades perdidas."

Besos!

Créditos das imagens
Google e Tumblr

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são sempre bem vindos e ajudam no feedback do blog ♥
Comentário com conteúdo de baixo calão ou preconceituoso, serão excluídos.