24 de fevereiro de 2016

Scott Pilgrim Contra o Mundo - Bryan Lee O'Malley

Hey!

A resenha de hoje é de um dos meus quadrinhos favoritos da vida! Eu fiz a releitura deles esse mês e vim contar um pouco o que eu acho dela. Essa edição do selo Quadrinhos na Cia, os 6 volumes originais foram compilados em 3 volumes.

No primeiro volume temos as histórias A preciosa vidinha de Scott Pilgrim e Scott Pilgrim Contra o Mundo, nesses dois primeiros volumes somos apresentados aos personagens e a história, Scott é um rapaz canadense, desempregado que vive de ócio e ensaios de sua banda de rock, tem uma namorada colegial e vive uma vida pacata e sem grandes acontecimentos, até que conhece Ramona Flowers, uma americana recém chegada e um pouco misteriosa, Scott logo se encanta por ela e começa a se relacionar com ela, mas como nada na vida é muito simples, ele precisa lutar contra o 7 ex-namorados do mal dela para finalmente poder viver em paz com seu amor. 


No segundo volume temos as histórias, Scott Pilgrim e a Tristeza Infinita e Scott Pilgrim Entra na Linha, Scott já conseguiu se livrar de 2 ex-namorados do mal de Ramona, tudo parece ir muito bem entre eles, e até sua banda parece estar finalmente sendo uma banda de verdade, tudo está entrando na linha na vida de Scott, pelo menos é o que ele imagina, até descobrir que sua ex-namorada que partiu seu coração está de volta em Toronto, e com o terceiro ex-namorado do mal de Ramona, e que em um futuro próximo terá que sair do apartamento que divide com seu melhor amigo gay.


No terceiro e último volume, temos as histórias Scott Pilgrim Contra o Universo e A Hora e a Vez de Scott Pilgrim, Scott agora é finalmente um adulto responsável, tem um emprego fixo, mora no apartamento de Ramona, sua banda parece prestes a aceitar o fato de que são ruins... Exceto pelo fato que ainda faltam mais 3 ex-namorados do mal, dois deles os quais ele vai ter que enfrentar de uma vez só, e o chefão da Liga dos Ex-Namorados do Mal, Gideon, que é o dono do club mais cool da cidade, o Chaos Theatre. Scott vai precisar enfrentar não apenas seus inimigos exteriores, como so interiores, lidar com seu passado e tomar conta de sua vida de uma vez por todas.


Eu simplesmente adoro essas histórias, sempre me divirto muito lendo essa HQ, tem sempre muitas coisas malucas acontecendo, super poderes são normais entre os personagens. Os personagens são outro ponto fortíssimo da história, são engraçados e carregados de humor negro, com sacadas incríveis e com muitas referências de jogos, música, e outras coisas do mundo nerd. 

Um dos meus personagens favoritos é o Wallace, o melhor amigo gay do Scott, ele é engraçado, sarcástico, e sempre tenta por um pouco de juízo na cabeça do Scott, embora prefira mesmo é zoar com a cara dele. Os outros personagens também são interessantes, embora alguns façam participações especiais na história, eles tem seu valor e fica claro que o autor trabalhou muito a profundidade deles, mesmo aparecendo em pequenas porções.

Além de ser uma história muito divertida, mistura problemas que jovens lidam todos os dias de sua vida, fazendo a gente criar uma empatia com os personagens. O traço do Bryan é muito lindo e diferente, lembra um pouco traços de alguns mangas, mais aredondado e bem marcado, e apesar da HQ ser toda preto e branco, tem muitos detalhes. Outra parte muito interessante dela, é que em vários momentos o autor nos coloca alguns quadrinhos com explicações, seja falando sobre lugares, ou comentários da própria história, achei isso bem interessante e aumenta muito a imersão na hora de ler sobre esses personagens. A editora está de parabéns por trazer essa HQ para o Brasil e deixar a essência ainda bem presente nela, ainda quero comprar minha edição original para ter as duas.

Foi uma leitura muito rápida e fluida, eu não via a hora passar e não queria largar por nada as HQs, mesmo querendo fazer outras coisas, eu tinha me esquecido o quanto é divertido embarcar nessa história e dos personagens. Essa releitura foi muito boa, eu tinha me esquecido de muitas coisas da história e a experiência foi tão divertida quanto a primeira leitura das HQs.

O autor ainda possui outras histórias publicadas, mas sua mais famosa é Scott Pilgrim, mas já li a respeito dessas outras HQ e parecem bem interessantes e fiquei bem curiosa para ler elas.

Espero que tenham gostado da resenha, eu adorei fazer e adorei a releitura dessa HQ, e quem tiver dicas de HQ para me dar, é só deixar nos comentários.






ISBN:9788535916164 | 9788535917376 | 9788535918298
Ano: 2010 | 2011
Páginas: 368 | 408 | 432
Editora: Quadrinhos na Cia
Nota: 5/5

Sobre o autor
Bryan Lee O'Malley nasceu em London, Ontário. Sua única meta na vida era ficar rico. A série Scott Pilgrim, sua obra mais famosa, tornou-se o indie comic mais famoso dos últimos tempos. Scott Pilgrim é repleto de referências a games de diferentes gerações e plataformas nas quais o autor jogou quando jovem; também possui referências a banda e músicas que adora. O enredo se passa em Toronto, cidade onde cresceu, apaixonou-se por HQ's e tocou em algumas bandas em bares sujos e undergrounds de Toronto, fato que também inspirou muito para o cenário de Scott Pilgrim. Depois do lançamento do volume final da obra em julho de 2010, O'Malley trabalha somente na publicidade da adaptação do HQ para o cinema. Seus projetos futuros estão indefinidos, mas ele disse que planeja aposentar-se com uma casa perto do mar.

Love,kisses & rockets
Créditos das imagens
Fotografia e edição por Amanda Prado | Fontes por DaFont

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são sempre bem vindos e ajudam no feedback do blog ♥
Comentário com conteúdo de baixo calão ou preconceituoso, serão excluídos.