18 de março de 2016

Perdido em Marte (The Martian), 2015

Olááá pessoas, tudo bem?

Eu trago para vocês a resenha do filme Perdido em Marte. Na resenha de hoje eu vou apontar a minha visão apenas em relação ao filme, então nada de comparações por aqui, mesmo porque eu não li o livro ainda. 

Perdido em Marte tem sete indicações ao Oscar: melhor filme, ator (Damon), roteiro adaptado, mixagem de som, edição de som, efeitos visuais e desenho de produção. Infelizmente o filme não levou nenhum prêmio, mas ainda sim, é um filme que merece ser assistido.


O filme trás um pouco sobre a vida de Mark Watney, ele é a décima sétima pessoa a pisar em Marte e muito provavelmente será a primeira a morrer. Ele estava na missão Ares 3 junto com mais cinco astronautas e, após uma forte tempestade de areia Mark é acertado por uma das antenas, a missão Ares 3 é abortada e eles vão embora sem Mark, certos de que ele está morto. 

Porém, quando Mark acorda, ele descobre que está sozinho no planeta, que seus amigos foram embora e que ele terá que se virar de um jeito ou de outro para poder sobreviver até outra missão aparecer para buscá-lo. Mark não está pronto para morrer, então ele decide usar seus conhecimentos de engenharia e botânica, assim como o treinamento da NASA para sobreviver e ser o primeiro a fazer muitas coisas por Marte.


O QUE EU ACHEI: O filme foi classificado como comédia na categoria do Oscar, Perdido em Marte tem um quê de engraçado sim, algumas falas e situações certeiras que fazem boa parte do filme ter uma leveza que muitas vezes faz-se desnecessária. Digamos que o filme sabe apelar para o tom dramática, mas não sabe como não deixar a piada surgir, o filme não sabe a hora de deixar de ser engraçado.. Matt Damon sabe como fazer drama e também como fazer comédia, mas não acredito que é digno de prêmio. Acredito que ele consegue logo de cara criar um vínculo com o público, o que por sinal, agrada bastante. 

O filme tem um tom dramático e de sobrevivência muito legal, que nos deixa tensos e preocupados em saber se ele vai conseguir sobreviver à Marte. As explicações científicas para situações que ele vivenciou foram bem plausíveis, mas não sei se realmente daria certo, à parte de ficção científica ao que o filme se propõe é extremamente competente e inteligente.



Em relação à atores secundários, não achei nada de excepcional. Porém devo destacar Chiwetel Ejiofor e Sean Bean, pelo esforço de mostrar a seriedade e a gravidade da situação. E pela ótima referência à Senhor dos Anéis. Jeff Daniels, Jessica Chastain não tiveram nada de excepcional, então, nada a acrescentar. 

Diria que o filme é feito para todos os públicos, tem a parte engraçada e o drama. Tem o apelo pelo resgate e a busca pela sobrevivência. O filme não é espetacular, mas é ótimo para questões de entretenimento e também foi responsável por uma das cenas mais bonitas do filme, bem no final ~sem spoilers aqui~
Título original: The Martian
Ano: 2015
Dirigido por: Ridley Scott
Duração: 144 minutos
Gênero: Aventura, Drama, Ficção Científica
Filmow

Love, kisses & rockets
Créditos das imagens
Imagens e edição: Rosana Carlos

Um comentário:

  1. Oii, gosto bastante desses filmes de ficção científica, assim como séries também!
    A poucos dias postei uma resenha sobre a série The 100, depois se tiver interesse!
    Gostei bastante do post, com o blog já falei née...to seguindo e apaixonado já rsrsrs!
    Um abraço, depois da um oi lá na minha página, ficarei muito feliz!
    http://umalbumpanoramico.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Comentários são sempre bem vindos e ajudam no feedback do blog ♥
Comentário com conteúdo de baixo calão ou preconceituoso, serão excluídos.