30 de junho de 2016

Resumo do mês + leituras do mês - Junho

Hey!

Junho chegou ao fim, e com ele o começo das minhas férias!!! Nem estou acreditando, então hoje é dia de postar o resumo de tudo que aconteceu no blog esse mês e as leituras feitas por mim.


Nem acredito que sobrevivi ao fim do semestre e esse último mês, a Monografia foi defendida e aprovada com muitos elogios e quase sem correções (para meu alívio), meu grupo ganhou um prêmio com um produto que fizemos no ano passado , então apesar de um mês corrido, ele foi bem proveitoso. Eu também comecei algumas mudanças aqui no blog, se você não sabe o que estou falando, dá uma olhada na pesquisa de opinião que eu disponibilizei ali no menu lateral do blog. Minhas expectativas para as férias e próximos meses estão boas e espero que corra tudo bem com meus planos.

Enquanto as coisas caminham, vamos ver todas as postagens que aconteceram aqui no blog e minhas leituras desse mês!!

01/06 - 05/06




06/06 - 12/06



13/06 - 19/06



20/06 - 26/06



27/06 - 29/06





Eu comecei o mês lendo o incrível Flor de Cerejeira da autora parceira aqui do blog, que leitura deliciosa e ao mesmo tempo densa.

“Qualquer um pode cometer um erro.”
Yoko sempre teve uma vida relativamente boa e estável, participava da organização do Festival Cherry Blossom, tinha amigos com quem contar na escola, tocava violino e estava treinando para fazer parte da orquestra da Juventude de Macon quando tudo começou a dar errado. Seu pai se envolveu num grave acidente, que acabou matando um pai de família e, foi parar na prisão. Sem a referência paterna, e com todos os problemas financeiros que se acumulam, o distanciamento da mãe, Naomi, que está a cada dia mais se afundando em trabalho, Yoko vê o que sobejou, de sua família, totalmente desestruturado. Em meio à dor da perda, Yoko conhece Aidan Hirsch, um garoto que parece tão desestruturado quanto ela, taciturno e solitário, e que é capaz, acima de tudo, de não julgar, simplesmente ouvir. Aos poucos, um sentimento singelo e inefável ganha forma, surgindo uma história delicada de autoconhecimento, arrependimento, culpa e superação que poderá mudar a vida desses adolescentes se assim escolherem.
O que achei:  Uma leitura tocante, incrível, comovente e tão sensível, que fica até complicado de por em palavras o que achei desse livro. Mais uma vez a autora me surpreende e mostra que tem muito talento para contar qualquer tipo de história, até as mais tristes e profundas. Uma leitura muito boa, que tem seus momentos certos de tristeza, clichês, amor, aprendizados e algumas partes alegres e engraçadas.



Depois dessa leitura tão boa, embarquei em mais uma aventura por Nárnia, dessa vez no quinto volume da série: A Viagem do Peregrino da Alvorada.

Lúcia e Edmundo, com seu odioso primo Eustáquio a tiracolo, embarcam numa incrível viagem de aventuras e descobertas, a bordo do imponente navio Peregrino da Alvorada. Rumo às Ilhas Solitárias, em busca dos sete amigos desaparecidos do pai do rei Cáspian, eles encontram um dragão, uma serpente do mar, um bando de criaturas invisíveis, um mágico e o próprio Aslam, o Grande Leão, que os presenteia com uma promessa muito especial.
O que achei: Essa leitura para mim foi muito marcante, pois com ela, vieram alguns aprendizados da história e dos personagens, algumas despedidas e novos conhecimentos. Apesar de ter sido uma leitura cheia de aventuras, personagens engraçados, e momentos cheios de ação, foi uma leitura um pouco triste, pois algumas jornadas foram encerradas, e com isso começa um lento processo de encerramento da jornada como leitora, faltando apenas duas outras histórias para completar o ciclo das aventuras em Nárnia. 


Ainda na vibe de fantasia, eu li o quarto volume de Sweet Tooth - Depois do Apocalipse, mais um volume intenso, cheio de reviravoltas e mais aprofundamentos na história; esse volume é intitulado de: Espécies em Extinção.

Eles foram caçados… mas sobreviveram. O híbrido chamado Gus e o grandalhão chamado Jepperd escaparam das garras de uma brutal milícia acompanhados por um bando formado por cientistas, sobreviventes e outros híbridos. Embora as traições e pecados ainda estejam frescos na memória, uma nervosa trégua une o grupo.
Agora eles vão para o norte, rumo ao Alasca, onde pretendem encontrar salvação para a moléstia que já matou bilhões e respostas para a misteriosa condição de Gus e de outros como ele. Mas eles não estão sozinhos na vastidão. Predadores mortíferos – alguns humanos, outros não – espreitam pela imensidão nevada. Assim como possíveis aliados, embora suas portas fechadas possam esconder segundas intenções. Mas o perigo está presente até mesmo dentro do grupo cuja frágil paz é ameaçada por segredos aterrorizantes e poderosas visões.
Chegou a hora de Gus decidir em quem pode confiar de verdade. Fazer a escolha errada pode significar o seu fim e a extinção de todos aqueles de quem aprendeu a gostar!
O que achei:  Nesse novo volume, Gus, Sr.Jepperd e outros personagens ainda estão na busca pelas respostas da doença misteriosa que afeta cada vez mais os adultos, eles encontram um novo personagem, que é demasiado misterioso e muito bom de papo, novas separações são feitas, e amizades colocadas a prova. Quando dei por mim, tinha terminado de ler mais um pouco dessa história incrível, cada vez que leio uma página dessa HQ sou surpreendida por uma história, que apesar de todo o pano de fundo científico, carrega uma carga emocional muito grande, com personagens cada vez mais humanos e todos os sentimentos colocados a prova pelas adversidades que eles passam nesse mundo pós-apocalíptico.

Depois eu peguei o primeiro volume do mangá Orange, eu ganhei esse mangá de presente de Dia dos Namorados, e desde que vi a Tati Feltrin falar dele, fiquei muito curiosa para ler essa história, e não me arrependi em nenhum momento.

Na primavera do segundo ano do colégio, chega uma carta vinda de dez anos no futuro. Nela, estava contido o desejo da Naho de 26 anos para a Naho de 16 anos, dizendo para ela não passar pelos mesmos arrependimentos que eu passei. E a Naho adolescente vai descobrir que o arrependimento é em relação ao Kakeru Naruse, o aluno novo que é transferido de Tóquio e o motivo da Naho adulta ter escrito a carta!
O que achei: Nem sei por onde começar a falar desse mangá maravilhoso, eu já imaginava que ia gostar da história, e mesmo ouvindo falar sobre ela, me surpreendi e amei demais essa leitura, uma história comovente, triste e sensível, que tira lágrimas do leitor logo nas primeiras páginas, é eletrizante e faz o leitor querer saber mais sobre os personagens, como tudo vai acontecer, e se  os personagens vão ser capazes de desfazer suas ações que os deixaram tão arrependidos. Não sei como consegui me segurar em ler apenas um volume desse mangá esse mês, talvez não consiga o mesmo com os próximos volumes. Assim que terminar de ler os 5 vou fazer um vídeo sobre eles.

E para fechar o mês, li mais uma aventura envolvendo o mundo do Credo dos Assassinos, dessa vez a leitura foi de Bandeira Negra, e me diverti bastante com essa leitura.

"Assassins’s Creed: Bandeira Negra é a mais recente novelização inspirada na franquia de games Assassin’s Creed. Escrito por Oliver Bowden, o livro começa em 1715 e conta a história de Edward Kenway, um notável pirata e corsário que viveu na Era Dourada dos Piratas. Ele é o pai de Haytham Kenway e avô e Ratonhnhaké: ton (Connor Kenway), personagens apresentados aos leitores em Assassin’s Creed: Renegado. Assassin's Creed: Bandeira negra mistura exploração naval com combate e aventuras, tanto em terra quanto no mar das Caraíbas.
 O que achei: Foi uma leitura bem divertida, fazia tempo que eu não ria com os livros da série (desde a leitura dos livros do Ezio), Edward é um personagem engraçado, seu jeito diferente e sonhador deixou a leitura bem interessante, nesse volume o Credo dos Assassinos é apenas um pano de fundo, o foco maior é contar a história de Edward, desde sua adolescência até sua juventude, suas aventuras como pirata e depois como Assassino, mas o foco do livro são as histórias de pirataria, a busca pelo ouro, batalhas e descobertas de terras. Mesmo sendo um livro bem diferente dos outros, foi uma leitura muito proveitosa e ótima para encerrar o mês de Junho. Vou comentar mais sobre a série quando ler todos os livros.


"Nossa mãe, quanta coisa hein?!"

Esse mês o blog teve muita coisa legal, e espero que isso continue pelos próximos meses. Não se esqueçam de responder a pesquisa de opinião (no menu lateral do blog) e me ajudar a melhorar cada vez mais o conteúdo que temos aqui. Espero que tenham gostado e vejo vocês em Julho.

Até o próximo mês!!

Love,kisses & rockets
Créditos das imagens
Fotografia e edição por Amanda Prado | Fontes por DaFont

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são sempre bem vindos e ajudam no feedback do blog ♥
Comentário com conteúdo de baixo calão ou preconceituoso, serão excluídos.