14 de junho de 2016

Trilogia dos "Before": Antes do amanhecer, Antes do pôr-do-sol e Antes da meia noite.

Oi gente! 

Hoje eu resolvi iniciar um novo tipo de post falando não só de um filme, mas de sequências, trilogias e afins. Como é a primeira vez, nada melhor do que uma história de amor contada ao longo de 20 anos. Estou falando da trilogia dos "before", que vocês já devem ter escutado falar. Vamos lá?


BEFORE SUNRISE - Antes do amanhecer, 1995
Jesse (Ethan Hawke), um jovem americano, e Celine (Julie Delpy), uma estudante francesa, se encontram casualmente no trem para Viena e logo começam a conversar. Ele a convence a desembarcar em Viena e gradativamente vão se envolvendo em uma paixão crescente. Mas existe uma verdade inevitável: no dia seguinte ela irá para Paris e ele voltará ao Estados Unidos. Com isso, resta aos dois apaixonados aproveitar o máximo o pouco tempo que lhes resta.
A primeira parte da trilogia nos apresenta a dois jovens bem singulares: o americano Jesse e a francesa Celine. Eles se conhecem em um trem e decidem explorar Viena juntos (Jesse a convence, já que não tem dinheiro para passar a noite em um hotel). Um hora e meia de filme depois, com inúmeros diálogos recheados de discussões políticas, históricas e de existencialismo, nos apegamos aos dois estranhos e não sentimos o tempo passar enquanto eles rodam pela cidade juntos. São 14 horas que têm, até que pela manhã. cada um siga seu caminho. Destaque para a cena em que são parados como Jesse diz, por uma "versão vienense de vagabundo", um homem que diz que, ao invés de pedir dinheiro, iria pedir uma palavra. Com essa palavra, ele iria fazer uma poesia, e Jesse e Celine deveriam avaliar quanto de dinheiro ele mereceria ganhar com ela. É lindo! e também para a linda fotografia da cidade, bem como o jogo de câmeras enquanto os dois caminham, o que acontece boa parte do filme.

A primeira impressão é de que é uma história de amor de conto de fadas, mas basta 15 minutos do longa para percebemos que se de fato, formarem um casal, os dois teriam uma relação complicada, o que deixa a história longe dos contos e mais próxima da realidade. Eles prometem um reencontro e fazem muita gente suspirar, mas será que cumprirão o acordo?

BEFORE SUNSET -  Antes do pôr-do-sol, 2004.
Jesse (Ethal Hawke) e Celine (Julie Delpy) se conheceram por acaso em uma viagem de trem que ia de Budapeste a Viena, passando o dia juntos e se separando no início do dia seguinte. Nove anos depois eles se reencontram, novamente por acaso. Jesse agora é um conhecido escritor, enquanto que Celine trabalha para uma organização de proteção ao meio-ambiente. Jesse agora está em Paris para promover seu mais novo livro e, após reencontrar Celine, passa com ela algumas horas, onde discutem o que aconteceu em suas vidas em todos estes anos.
As perguntas que ficam no primeiro filme, são respondidas depois de 9 anos, na terra natal da moça, Paris. Jesse é um escritor (nem preciso dizer sobre o que seu livro fala) e ao ver Celine na livraria, ele desmarca os compromissos e sai para dar "aquela volta". Dessa vez, eles têm até o pôr-do-sol, que é quando ele volta para os Estados Unidos. Ainda com muitos diálogos e os dois andando boa parte do filme, a sequência torna a história mais real ainda. Primeiro porque eles envelhecem junto com os personagens, e as preocupações não são as mesmas do que quando tinham 23 anos. E segundo porque são sinceros sobre o porquê de não terem se reencontrado. Jesse agora tem um filho, ela tem um compromisso e a vida de ambos é bem diferente, firmados profissionalmente, será que estariam dispostos a largar tudo ou reorganizar a vida por alguém que só conheceram durante uma noite? O roteiro continua leve e as cenas belíssimas. Destaque para a cena do pôr-do-sol no barco, excelente fotografia, e da cena final no apartamento dela. É muito amor!

BEFORE MIDNIGHT, Antes da meia noite, 2013

Nove anos após os eventos de Antes do Pôr-do-sol, Jesse (Ethan Hawke) e Celine (Julie Delpy) vivem juntos em Paris, ao lado das filhas gêmeas que tiveram. Ele busca sempre manter contato com Hank (Seamus Davey-Fitzpatrick), o filho adolescente que teve com a ex-esposa e que vive em Chicago com a mãe. Quando o casal resolve ir à Grécia com as filhas, Jesse decide também convidar Hank para a viagem. Neste contexto, Jesse segue tentando se tornar um romancista de sucesso, enquanto que Celine considera seriamente a possibilidade de aceitar um emprego junto ao governo francês.
Sim, a última parte da trilogia, apesar de nos apresentar um casal beeem mais velho, foi necessária. Ao final de "Before Sunset" temos algumas perguntas assim como no primeiro filme, e foi uma delícia acompanhar os dois nesse final. Eu assisti com o coração na mão, de que de repente viria uma separação, já que é uma história realista. Só que da metade do filme para lá eu já estava preparada se isso acontecesse de fato, porque aqueles diálogos que nos prendem aos dois continuam lá. Conhecemos o filho do Jesse e as filhas deles e alguns amigos do casal, além é claro da crise que abala a relação. Dessa vez, eles têm até a meia noite em um hotel, presente dos amigos, para resolverem tudo. Destaque para a cena da Celine que não sabe se tira a roupa, reclama do corpo, termina com ele, ou o agarra loucamente. Genial... e real! Qual casal nunca passou por uma crise?

       

"Isso não é perfeito, mas é real!" 

O que eu posso dizer dos três filmes? É impossível escolher um como favorito, em todos tem uma cena em que eu me identifico. O primeiro filme nos abre a porta para essa história e para algumas reflexões, o segundo responde algumas e nos dá esperança de algo entre eles e o terceiro é o clímax da trilogia. Muito bem filmados, devo dizer que sem a competência do diretor Richard Linklater (que se inspirou em uma experiência vivida por ele para o pontapé do romance) e da dedicação e deliciosa química entre os atores Julie Delpy e Ethan Hawke, esse projeto não seria possível. E ainda bem que foi!

É sobre amor sim, mas é sobre entrega. Quando digo que fui me acalmando se os dois terminasse é porque a história é sobre isso, não necessariamente precisando de um final feliz. Outro ponto é que o roteiro nos faz conhecer o casal como se tivéssemos detalhes ao longo de 18 anos, mas só o conhecemos por 3 dias. Agora, se você leu a tudo isso sem fazer ideia de que esses filmes existiam, corre para fazer uma maratona e se prepare para grandes emoções. Não vou deixar trailers dessa vez, porque o post já está bem longo hehehehe. Peço desculpas, mas é que queria exprimir exatamente o que os três causam, se pudesse faria um compilado só com os quotes e os gifs. Me digam o que acham desse novo tipo de post e se claro, conhecem a trilogia.
Besos e até!

Créditos das imagens
Google

Um comentário:

  1. Eu adoro essa trilogia, seu post me deixou com vontade de rever os três. Os lugares, os diálogos, o ritmo dos filmes... Tudo me encanta! Ótima dica!

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir

Comentários são sempre bem vindos e ajudam no feedback do blog ♥
Comentário com conteúdo de baixo calão ou preconceituoso, serão excluídos.