8 de julho de 2016

À Procura de Audrey, Sophie Kinsella

Olá pessoas, tudo bem?

Fazia tempo que não falo sobre livros né? Hoje decidi falar sobre "À procura de Audrey" que é um jovem adulto muito bom. Com temas atuais e reais, Sophie Kinsella conseguiu mostrar que seu livro de estreia no mundo jovem adulto não poderia ter sido melhor.


O livro vai contar sobre a estória da Audrey, ela é uma adolescente que após sofrer episódios de bullying na escola, passa a sofrer de depressão e transtorno de ansiedade social. Por causa disso, ela não sai de casa, usa apenas óculos escuros, não fala mais com amigos e não olha nos olhos de alguém há muito tempo. Para superar isso, Audrey faz sessões de terapia com a Dra Sarah, que dá várias dicas e questiona a Audrey de um jeito, como se fosse eu que estivesse fazendo terapia.
"O problema é que a depressão não vem com sintomas práticos como pintinhas pelo corpo e febre, portanto não se percebe de primeira. Continua-se dizendo “estou bem” para as outras pessoas, ainda que não esteja. Você pensa que deveria estar bem. Segue repetindo para si mesmo: “por que não estou bem?”
Com a terapia, Dra Sarah acredita que Audrey está melhorando e é claro que ela não acredita. Então, sua terapeuta pede para que ela comece a gravar pequenos momentos do seu dia, seja sozinha ou sua família. A família de Audrey é uma parte BEM importante no livro, foi aquilo que ne fez rir em meio aos momentos tensos do livro e à temática do livro. 


A família dela é bem normal, uma mãe viciada nos artigos do Daily Mail que sempre coloca ideias na cabeça dela, um irmão viciado em um jogo online, o outro irmão um pouco bipolar e hiperativo e o pai que nem sempre sabe o que falar. Tecnicamente, uma família bem normal, eu diria. O que Audrey vai percebendo com o tempo é o que não apenas ela foi afetada pelo o que aconteceu, toda sua família foi afetada também. 
“Episódios. Como se a depressão fosse um seriado de comédia, sempre com uma tirada hilária. Ou uma série de TV cheia de suspense e finais abertos. O único suspense em minha vida é ‘será que um dia vou conseguir me livrar dessa merda?’, e, pode acreditar, fica bem monótono.”
Pequenas mudanças começam a acontecer quando o amigo de seu irmão viciado no game online, começa a dar às caras pela casa.  Linus é simpática, engraçado, esperto e não acredita que o fato da Audrey portar-se desse jeito, é porque ela é louca ou sequer estranha, apesar dela ser assim em alguns momentos. Aos poucos os dois tornam-se amigos e com essa amizade, Linus vai pressionando Audrey a fazer poucas coisas dia-a-dia, coisas que a fazem melhorar um pouco a cada dia. 



O livro em primeira pessoa, com personagens fortes e cativantes, com personalidades excêntricas mostra que um livro jovem adulto pode ter muito mais de um romance bobo. "À procura de Audrey" trás um romancezinho, mas Linus é mais que um par romântico. Ele é a pessoa que faz a Audrey querer superar, com sutilezas e dedicação ele consegue fazer Audrey enfrentar seus medos. Ele não é o santo milagroso, mas é aquele empurrãozinho que ela precisava. 
"Acho que entendi que a vida é tipo uma escalada: você cai e se levanta de novo. Então não importa se der uma escorregada. Contanto que esteja mais ou menos caminhando pra cima."
Gosto muito da Sophie Kinsella e de seus livros, "À procura de Audrey" entrou para a lista de favoritos, assim como vários chick-lits que li dessa autora. Ela mostra que mesmo se você tem uma vida cheia de medos você consegue superar, viver uma aventura e um grande amor. A vida é cheia de reviravoltas e o livro mostra isso muito bem. De quebra você consegue quotes ~lindospara a vida! Recomendo muito a leitura ♥ 
"A maioria das pessoas subestima os olhos. Para começo de conversa, são poderosos. Têm grande alcance. Você os foca em alguém a 30 metros de distância, em meio a um mar de gente, e a pessoa sabe que está sendo observada. Que outra parte da anatomia humana é capaz de fazer isso? É praticamente o mesmo que ser um médium, é isso. Mas são como vórtices também. Infinitos. Ao olhar para alguém diretamente nos olhos, sua alma inteira pode ser sugada em um nanossegundo. É a sensação que dá. Os olhos dos outros são ilimitados, e isso me assusta."






ISBN-13: 9788501104632
ISBN-10: 8501104639
Ano: 2015
Editora: Galera Record

Love, kisses & rockets
Créditos das imagens
Edição e imagens: Rosana Carlos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são sempre bem vindos e ajudam no feedback do blog ♥
Comentário com conteúdo de baixo calão ou preconceituoso, serão excluídos.