23 de setembro de 2016

Como ser solteira (How to be single), 2016

Olá pessoas, tudo bem?

Você terminou um relacionamento de longo prazo e está perdida sem saber o que fazer com a sua vida?! "Como ser solteira" vai falar um pouco sobre os perrengues de uma vida de solteira, mas que ao contrário do que parece pode ser muito divertida e uma aventura à autodescoberta.
 
O filme vai trazer mais detalhes sobre a vida de Alice, ela acabou de sair de um relacionamento e não sabe muito bem comor reagir sem a sua outra metade da laranja. Por alegrias do destino, ela começa uma amizade com a animada Robin, que é uma especialista na vida noturna de New York. A partir dessa amizade louca, Robin começa a ensinar tudo o que ela sabe sobre as baladas e sobre como ser solteira.
 

Além da Alice e Robin, o filme conta com mais duas protagonsitas. Lucy é uma solteirona que está em busca da alma gêmea nos sites de relacionamento, até um algoritmo para achar o homem perfeito ela fez. Meg é uma médica que tem o foco em sua carreira e que deixa de lado toda a sua vida pessoal, até o momento que algo acontece e ela decide mudar de ideia.

Na ordem: Lucy, Meg, Robin e Alice
Eu não esperava muita coisa do filme, assisti sem pretensão alguma e ao final eu até que gostei! O filme não é sobre relacionamentos entre duas pessoas, "Como ser solteira" tem uma mensagem voltada para o eu-interior, mostrando um pouco como lidar com a vida e os relacionamentos. Que você não precisa de outra pessoa para ser feliz ou para sentir-se realizada(o).



O filme não é 100% eficaz e não é engraçado o tempo todo. "Como ser solteira" conta com um pouco de humor pastelão, mas que ainda assim é bem divertido de assistir. Tem partes meio paradas que acabam ficando tediantes e repetitivas, até um pouco forçadas por parte da Rebel Wilson (Robin). 

O filme não é clichê e tem uma maturidade que eu não esperava. "Como ser solteira" é bem humorado, não é perfeito, mas entrega o que promete. O filme vai te fazer rir, vai te fazer pensar e vai te fazer sentir-se feliz consigo mesma. 

Tirando uma ou outra parte que eu não gostei, recomendo bastante o filme. Todo o tom de autoconhecimento deu um toque especial. E, para ajudar, tem umas duas ou três recomendações de livros embutidas \o/

Título original: How to be single
 Direção: Christian Ditter
Duração: 110 minutos
Lançamento: 2016


Love, kisses and rockets
Créditos das imagens
Edição e imagens: Tudo que Motiva e Tumblr

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são sempre bem vindos e ajudam no feedback do blog ♥
Comentário com conteúdo de baixo calão ou preconceituoso, serão excluídos.