6 de setembro de 2016

Esquadrão Suicida, 2016.

Ok, uma das estreias mais aguardadas desse ano era a adaptação que conta a histórias dos vilões famosos do universo DC. Porém, conforme o filme chegou às telonas, enxurradas de críticas negativas também apareceram. Hoje eu vim contar para vocês o que achei de "Esquadrão Suicida"


Após a aparição do Superman, a agente Amanda Waller (Viola Davis) está convencida que o governo americano precisa ter sua própria equipe de metahumanos, para combater possíveis ameaças. Para tanto ela cria o projeto do Esquadrão Suicida, onde perigosos vilões encarcerados são obrigados a executar missões a mando do governo. Caso sejam bem-sucedidos, eles têm suas penas abreviadas em 10 anos. Caso contrário, simplesmente morrem. O grupo é autorizado pelo governo após o súbito ataque de Magia (Cara Delevingne), uma das "convocadas" por Amanda, que se volta contra ela. Desta forma, Pistoleiro (Will Smith), Arlequina (Margot Robbie), Capitão Bumerangue (Jai Courtney), Crocodilo (Adewale Akinnuoye-Agbaje), El Diablo (Jay Hernandez) e Amarra (Adam Beach) são convocados para a missão. Paralelamente, o Coringa (Jared Leto) aproveita a oportunidade para tentar resgatar o amor de sua vida: Arlequina.

Para começar, eu sempre ressalto que não sou nenhuma fã de quadrinhos. Eu geralmente assisto a esses filmes e depois saio pesquisando para ver se foi fiel ou não. Na grande maioria dos filmes de heróis é assim e por isso, costumo ter uma visão mais "imparcial". Dessa vez, por exemplo, vejo inúmeras críticas quanto a apresentação do esquadrão e as poucas cenas do Coringa. Ora, eu consegui compreender como cada um dos principais foi preso (embora tenha conferido para ver se foi assim nas HQ'S) e também entendi toda a busca do Joker por sua "amada" ao longo do filme, aparecendo como um coadjuvante, porque esse filme não era sobre ele. Claro que, toda a divulgação apontava o contrário e isso frustrou grande parte dos expectadores.


Na introdução, somos apresentados a cada um com um ritmo rápido e bem pop (com direito a canções do gênero) para logo em seguida o grupo ser reunido, Através de flashbacks conhecemos as fraquezas de alguns enquanto que outros só quase no clímax do filme nos é revelado (tô falando da história do El Diablo mesmo, drama familiar sempre funciona, né? Ou não.) Viola Davis encarna tão bem o seu papel como Waller que a vontade é de socá-la. Manipuladora, ela consegue o que quer. Exceto quando Magia toma o controle da Dr. June. A partir dai o grupo tem que lutar com a mais poderosa deles criatura, uma missão realmente suicida. Coringa corre por fora para salvar a Arlequina que, roubou a cena o filme com falas, carisma e corpo. Mas, até eu que conheço pouco, sei bem que não há nada de romântico entre o palhaço e a ex-psiquiatra. O que rola ali é um relacionamento abusivo e parando para pensar melhor, Arlequina foi usada no filme como um chamariz sexual. Funcionou? Muito.

sexy suicide squad margot robbie arlequina esquadro suicidasexy suicide squad margot robbie arlequina esquadro suicida


O QUE EU ACHEI: O filme cumpre o seu papel de entreter e apresentar novos personagens do universo DC. Teve cortes esquisitos? Sim. Uma montagem que claramente mostrou o embate entre produção e estúdio? Sim. Mas, a fotografia, as cenas de ação e as atuações compensam. Eu gostei e recomendo, para aqueles que vão assistir com o intuito de diversão mesmo. Deixe-se seduzir por Arlequina, se emocionar com El diablo, Pistoleiro e até a Katana. Só achei que a "proposta" de filme de vilão/anti-herói meio que caiu por terra. Ninguém parece mal completamente, com tanta fraqueza exposta. E também não há um apelo a "vamos salvar o mundo", cada um tem seus próprios interesses e julgam por si. Nesse ponto, "Deadpool" me fez entender melhor o mito do anti-herói e a gargalhar mais. 


É isso, deixo o trailer para vocês! Besos, até mais!



Título Original: Suicide Squad
Ano de produção: 2016
Distribuidor: Warner Bros.
Diretor: David Ayer

Instagram | Facebook | Twitter | Bloglovin' | Flickr | Youtube
Créditos das imagens
Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são sempre bem vindos e ajudam no feedback do blog ♥
Comentário com conteúdo de baixo calão ou preconceituoso, serão excluídos.