16 de janeiro de 2017

Desventuras em Série


Hey!

Sexta-feira estreou uma das séries mais aguardadas do ano, mais uma produção da Netflix que chegou para pirar a cabeça dos viciados em séries, eu também estava ansiosa por ela, então tratei logo de assistir e hoje vou contar o que achei dessa série pra vocês.

Violet, Klaus e Sunny Baudelaire acabam de perder os pais em um incêndio que destruiu completamente a casa deles, e tem que ir morar com seu novo tutor, o famoso ator conde Olaf, porém logo as crianças descobrem que as intenções de conde Olaf não são de cuidar dos três, e sim colocar a mão na fortuna que os pais deixaram para eles. As três crianças órfãs passam a sofrer diversas desventuras para tentar escapar das garras de conde Olaf e viver suas vidas em paz.


Para aqueles que já viram o filme de 2004 ou leu os livros, conhece bem a história dos irmãos Baudelaire, a série então vai dar vida a essas séries de desventuras pelas quais os três passam depois de perder os pais, para essa primeira temporada foram adaptados os 4 primeiros livros, divididos cada um em 2 episódios, como não li os livros apenas imagino que eles foram o mais fiel possível com a obra original. 

A série ficou realmente muito boa, a começar pelo roteiro, no começo quando os primeiros trailers saíram da série, fiquei com medo de ter muita comédia nos diálogos e até nas cenas, porém ao começar a ver a série, vi que não era nada disso, o roteiro tem sim um toque de comédia, porém é um humor negro e ácido, e distribuído nos momentos certos ao longo dos episódios, contribuindo ainda mais para toda a situação improvável do órfãos, como disse, os 4 primeiros livros foram adaptados para os 8 episódios dessa temporada, assim vamos conhecer a história ainda mais profundamente do que aconteceu no filme. A fotografia é outra coisa bem bonita da série, consegue ter um toque sombrio e apático, com muitos cenários em tom de cinza, mas com um toque de cores em figurinos e outros cenários, que mesmo assim tem um ar melancólico, e mesmo em cenas onde há muita cor, ainda fica a sensação de que a tragédia não vai tardar a acontecer, mesmo o figurino das crianças que tem bastante cor, mostram que a vida delas não é tão alegre assim; achei isso muito interessante da série, que foge um pouco do padrão de tudo mais melancólico quando coisas dão errado e mais colorido quando coisas dão certo, na série você vê coisas dando errado em todos os momentos. 

As atuações estão excelentes, Neil Patrick Harris como conde Olaf superou minhas expectativas, ele conseguiu ser sombrio e ao mesmo tempo até divertido nas cenas, e desempenhou o papel de forma incrível, as crianças também são ótimas, com características que se encaixam muito bem com os personagens e muita naturalidade na interpretação; assim como os outros personagens que os atores combinaram perfeitamente com cada um dos personagens que desempenharam, e além de personagens que já tínhamos conhecido no filme, somos apresentados a novos personagens que vão dar ainda mais riqueza para a história.

O narrador também é uma figura muito presente ao longo da história, e como já conversei com algumas pessoas isso pode incomodar um pouco, mas acho que isso foi essencial para a história, pois vamos recebendo pistas e dicas de que ele foi alguém bem importante dessa história toda, e como no livro eu imagino que essas intervenções também existam, os produtores trouxeram isso para a série, e eu achei uma ideia incrível e diferente. A série conta também com alguns plot twist bem interessantes em alguns episódios e no final da temporada temos um gancho sensacional para a próxima temporada. A abertura da série é outra coisa sensacional, mostrando muitos mapas e colagens de tragédias da série, fotos dos personagens e muitas ligações a conde Olaf, igualzinho vemos em filmes com investigações policiais. A trilha sonora também é muito boa, com um estilo bem diferente e que combina com a série como um todo. A série tem várias cenas incríveis, mas uma que gosto muito é a quebra da quarta parede que o personagem de conde Olaf faz numa cena no episódio "Sala dos Répteis", é simplesmente espetacular.

Posso dizer que a série atendeu e até superou minhas expectativas, me fez gostar ainda mais da história e me fez com certeza querer ler os livros, espero que seja uma aquisição que aconteça em breve; e a esperar ansiosamente a próxima temporada.















Love,kisses & rockets
Créditos das imagens
Google e Tumblr

4 comentários:

  1. Acredita que eu ainda não assisti essa série?! Nem comecei para falar a verdade, hahaha.
    Uma porque estou quase acabando de assistir uma outra e também porque estou meio assim de começar a assistir. Adoro o Neil mas o Jim Carrey tem meu coração como Conde Olaf *-*
    Mas logo eu assisto.
    Beijos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério?!?! kkkkkkk
      Bom se é para terminar outra série, até da pra relevar kkkk
      É eu também fiquei com pé atrás com ele, mas me surpreendi bastante sabe, não deixei de adorar o Conde Olaf do Jim Carrey, mas o do Neil também é bem bom, especialmente quando ele faz o Conde interpretando outras pessoas kkk
      Espero que goste quando assistir e assista logo pra gente comentar.
      Beijos ♥

      Excluir
  2. Muitos falam dessa série e até hoje nunca assisti! Mas confesso que estou ficando doido pra conferir... Um pouco é por que não sou muito de assistir séries, olha que comecei supernatural e até hoje não conclui, só terminei uma temporada e necessito terminar elas, pois amo esse seriado.

    Ótima postagem.
    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcio,
      Nossa eu sou viciada em série, tenho várias que já vi tudo, algumas em andamento e uma lista bem grande que quero ver kkkkk
      Depois que você pega o costume de ver não para mais kkkk
      Espero que consiga terminar Supernatural e ver mais séries!!
      Beijos ♥

      Excluir

Comentários são sempre bem vindos e ajudam no feedback do blog ♥
Comentário com conteúdo de baixo calão ou preconceituoso, serão excluídos.